Principais locuções de Jesus em Garabandal

Principais locuções de Jesus em Garabandal

 Principais locuções ocorridas em Garabandal


Março de 1963: Primeiras locuções de Conchita

Conchita estava a sofrer bastante, pois quase desde Janeiro de 1963, não tinha falado com Nossa Senhora. Na altura que já começava a ter algumas fraquezas de fé, recebeu o seu primeiro chamamento interior: “Não tenhas dúvidas que o meu Filho irá realizar o milagre.”

 

10 de Julho de 1963: A primeira locução de Jesus a Conchita

 

A primeira de duas locuções de Jesus a Conchita realizou-se na Igreja. Enquanto estava a dar acção de graças e a pedir-Lhe determinadas coisas, Ele respondeu-me.

Estava-lhe a pedir para me dar uma cruz, pois não tinha sofrido nada ainda na minha vida. Jesus respondeu:

“ Sim, eu dar- te- ei uma cruz”.

Conchita: “ Porque é que o Milagre virá ? Para converter muita gente ?”

Jesus: “ Para converter o Mundo Inteiro”.

Conchita: “A Rússia será convertida? “

Jesus: “ Sim, será convertida. Todas amarão o nosso coração”.

Conchita: “ O castigo virá a seguir ? “

Jesus: Não respondeu

Conchita: “ Porque é que me escolhestes, uma vez que não tenho nenhum mérito daquilo de faço ?”

Jesus: “Eu não vim apenas por ti, vim por causa do mundo inteiro”.

Conchita: “ Quando o milagre se realizar, toda a gente vai pensar que eu sou a única que vi Nossa Senhora.”

Jesus: “Eu deixo-te ser a única que através dos teus sacrifícios e paciência nas dificuldades, irás interceder comigo para realizar o milagre”.

Conchita: “ Não seria melhor que eu estivesse com as quatro ou que nenhuma de nós intercedesse ?”

Jesus : “ Não “.

Conchita: “ Eu irei para o Céu ? “

Jesus: “Amas nossos corações… ?”

Conchita: “ Quando irás me dar a cruz ? “

Jesus: Não responde

Conchita:” Irei morrer em breve ? “

Jesus: “Deves ficar na terra para ajudar pessoas na terra.”

Conchita: “ Sou uma pessoa com pouca importância. Sou incapaz de ajudar alguém de qualquer maneira.”

Jesus: “ Ajudarás o mundo através das tuas orações e sofrimento”.

Conchita : “ Quando vamos para o Céu, nós estamos mortos quando vamos para lá ?”

Jesus: “ Nenhuma pessoa nunca morre.”

 Eu perguntei também a Jesus se S. Pedro estava à porta do Céu a saudar-nos. Ele respondeu: “ Não . “

Quando estava a rezar ou a ter conversa com Deus, eu sentia que estava fora deste Mundo.

Jesus disse-me também que “ agora mais gente ama o Meu coração…”

Jesus também disse para rezar muito pelos Padres, para que sejam Santos, cumprir o seu dever, e fazer os outros melhor.

 

“ Façam-Me conhecer a todos aqueles que não me conhecem e façam-me amar a todos aqueles que me conhecem e não me amam.”

 

 

18 e 28 de Novembro de 1963: Locuções de Conchita e Mari-Loli

 

Nossa Senhora falou com as duas Videntes e falou sobre Felipe Sobrado, um Padre mártir da Guerra Civil Espanhola, cujos restos mortais foram transferidos para a Igreja de Pontejoz a 18 de Novembro de 1963, precisamente! “ Ele não será canonizado, mas através da sua intercessão, Deus realizará milagres”, disse Nossa Senhora a Conchita.

Nota: As locuções aconteciam sempre que estavam a rezar e depois de receberem a comunhão na Igreja.

No dia 19 de Março, dia de S. José, padroeiro de Joey, Conchita enquanto rezava nos “ Pinos “, teve uma locução da Virgem Maria que disse “ ele irá ver de novo com os seus olhos no dia do milagre que será realizado para o Mundo. A primeira coisa que ele virá, será o próprio milagre, que o meu Filho através da minha intercessão, e partir daí , ele verá permanentemente.”

 

8 de Dezembro de 1964: Nova locução de Conchita

 

Durante uma locução que ocorreu a 8 de Dezembro de 1964, a Virgem Maria revelou a Conchita que ela iria ter uma nova aparição do Arcanjo S. Miguel, no próximo dia 18 de Junho de 1965. Ele iria entregar para o Mundo a segunda e última mensagem ao Mundo.

 

24 de Outubro de 1965: Ultima locução de Mari-Loli

  

Mari- Loli teve uma locução com Nossa Senhora na qual foi dito :

“ Nossa Senhora disse-me que iria ter que sofre muito neste mundo, que iria passar por muitas provações, que seria o que lhe iria custar mais.”

“Perguntei a Nossa Senhora se iria tornar-se Freira. Nossa Senhora não respondeu sobre este assunto. Nossa Senhora também disse que estava muito contente por eu estar naquela escola. Pedi também a Nossa Senhora para dar uma prova ao meu pai, para que o mesmo acreditasse nas aparições. Nossa Senhora disse-me que em breve, o meu pai iria acreditar”. ( o pai acabou por acreditar a 02 de Junho de 1974).

“Disse-me também que estava muito contente com os meus sacrifícios, mas que teria que rezar mais vezes o rosário ( bastante agradável para Nossa Senhora), e de tentar ser melhor, pois queria muito que um dia, ela e as outras videntes estivessem com Ela na Glória do Céu.”

 

8 de Dezembro de 1965: Ultima locução de Conchita

 

Não se tem a certeza se Conchita teve ou não uma última locução neste dia. Este dia foi o dia em que O Concílio do Vaticano II terminou.

Mais tarde Conchita, já no colégio de Burgos, diz à irmã Maria Nieves Garcia que “ até agora, cada 8 de Dezembro, eu tive sempre ou uma aparição ou a locução de Nossa Senhora.”

 

 

13 de Fevereiro de 1966: Ultima Locução de Conchita com Jesus

 

Depois de voltar de Roma, Conchita vive um momento decisivo. Por um lado pensar que nunca mais veria Nossa Senhora, por outro lado saber sobre por onde deve seguir, ou seja, que vocação deve seguir ?

No dia 7 de Fevereiro de 1966, dia do seu aniversário, Conchita deixa a sua aldeia e parte para o colégio dos Missionários carmelitas, em Pamplona e gostaria um dia fazer parte desta congregação, puder um dia ajudar e trabalhar em África….

No entanto, e numa segunda locução com Jesus, após uma semana ter chegado ao colégio, fica a saber que Jesus não pretende que a mesma siga a carreira de religiosa.

Foi dito o seguinte:

“ No Domingo, 13 de Fevereiro de 1966, no momento de acção de graças após a comunhão, eu recebi uma enorme alegria, bem como um desapontamento! Eu ouvi a voz de Cristo dizer:

Conchita, tu viestes para este colégio para te preparares para me seguires e seres uma irmã ?Estás a dizer Conchita que não queres fazer a minha vontade ?Muito bem, bem sei que é teu desejo fazer cumprir isto. No entanto, queres fazer isto o resto da tua vida? Eu escolhi-te para o Mundo, para que fizesses parte dele, para que possas fazer face aos seus problemas, que tu irás encontrar para a minha causa. Eu pretendo a tua santificação, e que possas oferecer isto para a salvação de todo o Mundo. Tens que falar ao Mundo de Maria. Lembra-te que da última vez que falamos tu me perguntastes se tu irias ser uma religiosa, e eu te disse, que encontrarás a cruz e sofrimento em todo o lado. Digo-te isto de novo.

Conchita, sentistes o meu chamamento para que te tornasses uma religiosa? Não, porque eu não te chamei para isso.

Conchita perguntou então: “ Então que tipo de chamamento se tem quando se quer seguir por esse caminho?”

Jesus responde : “ Não te preocupes, porque tu o nunca irás sentir.”

Conchita diz:” Então tu não me amas ?

Jesus responde: “Conchita, tu perguntas-me isso ? Cumpre a minha vontade e tu encontrarás o Meu amor. Examina-te bem a ti mesmo. Pensa mais nos outros. Não tenhas medo das tentações. Se tu tens fé no Meu amor, tu irás conseguir ultrapassar as grandes tentações que te esperam. Tenta ser inteligente, entender o que eu te disse numa forma espiritual. Não feches os olhos à tua alma… Ama a humildade e a simplicidade. Nunca penses que tudo o que estás a fazer é coisa grande. Pensa que naquilo que tiveres que fazer, não é para o mérito do Céu, mas sim para salvar o mundo, que é essa a Minha divina vontade. Cada alma que se prepare ela própria, cada alma que esteja disposta a ouvir-me, saberá qual é a minha vontade.

Conchita, Eu desejo dizer-te que desde este momento até ao milagre , pelos poucos que acreditarão em ti, inclusive a tua família.. Eu sou o único que quer tudo isto. Eu disse-te, para a tua santificação e pelo mundo para cumprir a mensagem. Quero avisar-te que na tua vida irá ser um sofrimento constante.

Não tenhas medo. Tu irás encontrar-me em sofrimento, a mim e a Maria que te amam muito.”

Perguntei-lhe também se em Roma eu iria não ser acreditada. Jesus não responde. No entanto disse-me:

“Não te preocupes se és ou não acreditada. Eu sou o único que fará tudo, mas também te darei sofrimento. Eu estarei com todos aqueles que sofrem por mim.”