O primeiro templo dedicado a Nossa Senhora

O primeiro templo dedicado a Nossa Senhora

Tal como aparece num documento do século XII, conservado na Catedral de Saragoça, remonta à época imediata posterior à crucificação, ressurreição e ascensão de Jesus, quando seus apóstolos, fortificados pelo Espírito Santo, começaram a divulgar a mensagem que Ele deixou - o seu Evangelho - por toda Israel e, pouco depois, pelo Império Romano.

 

Os documentos relatam, textualmente, que, um desses apóstolos, Tiago (o "Maior"), filho de Zebedeu e irmão de São João, teria viajado para oeste até Saragoça, a nordeste da Espanha (passando pela Astúrias e zona da Cantábria, chegou a um território chamado Celtibéria, onde estava situada a cidade de Saragoça às margens do rio Ebro).

No dia 2 de Janeiro do ano 40, São Tiago estava reunido com seus discípulos às margens do Rio Ebro, todos imersos em profunda oração, quando ouviram vozes angelicais a cantar "Ave Maria, cheia de graça" e viram a Santa Mãe de Jesus sobre um pilar de mármore. A Virgem Santíssima, que ainda vivia na Terra naquele tempo (Vivia em Éfeso), entregou a São Tiago uma pequena estátua representando a si mesma, esculpida em madeira sobre uma coluna de madeira e jaspe, e instruiu-o a erigir uma igreja em sua honra:

 

"Este local será minha casa, e esta imagem e esta coluna constituirão o nome e o altar do templo que você deve construir."

 

Ela prometeu que aquele local persistiria até o fim dos tempos e que a virtude de Deus iria realizar maravilhas por meio de sua intercessão para aqueles que solicitassem o seu amparo em momentos de aflição.

Cerca de um ano após a aparição, Tiago decidiu construir uma pequena capela em honra de Maria - a primeira igreja dedicada à Virgem Maria.

 

Após o seu retorno a Jerusalém, o jovem santo foi executado sob Herodes Agripa, cerca de 44 d.C. Ele foi o primeiro apóstolo a testemunhar a sua fé com o martírio. Alguns dos seus discípulos recuperaram o corpo, levando-o para ser sepultado em Espanha. A rainha local, observando os inúmeros milagres realizados pelos discípulos de Tiago, converteu-se ao cristianismo e permitiu que o corpo dele fosse sepultado num campo local. Oito séculos depois, ergueu-se uma catedral sobre o seu túmulo. (foi redescoberta por um eremita que encontrara o túmulo, após notar uma formação estrelar pouco comum no céu). O local da catedral foi chamado Compostella (campo de estrelas) e é um local de peregrinação muito honrado até os dias de hoje. A coluna e a estátua ainda podem ser vistas, em ocasiões especiais, numa igreja que as tem sob sua guarda.