Pecado, penitência e a Paixão de Jesus

30-07-2016 22:52

A proposta da mensagem de Garabandal, e também as mensagens de Lourdes e Fátima, pedem-nos para "sermos bons". Mas , para muito de nós, isto significa termos vontade de nos afastarmos do pecado. Conversão, mudança do coração, e afastamento do pecado, constituiem o principal objectivo destas aparições. A oração, o rosário, o escapulário do Monte Carmelo, a Eucaristia, a penitência e a reflexão sobre a Paixão de Cristo serão para nós uma ajuda divina para evitar-nos o pecado e assim tornarmo-nos bons e pessoas santas.

 

Ajuda  poderosa contra a tentação e o pecado

 

Pensar na sagrada Paixão do nosso Redentor, possui uma eficiência especial  na luta contra o pecado e as tentações. O Papa Pio XII afirmava quer o homem atual tinha perdido por completo a noção do pecado. Foram muitos os factores que contibuiram para que isto pudesse acontecer. Um deles é o facto do homem " moderno " ter uma aversão em querer reflectir sobre o céu, inferno e sobre a Sagrada Paixão de Cristo.

Pecado, penitência e sacrificio estão intrisecamente ligados e só podem ser compreendidos na sua totalidade à luz da reflexão sobre o céu, inferno e dos sofrimentos de Cristo. Isto explica porque é que Nossa Senhora na aparição a Conchita a 1 de Janeiro de 1965 falou sobre reflexão do céu, Iiferno e da Paixão do Seu Filho. Estas são as palavras de Nossa Senhora, que foram reportadas pela Conchita ao Pe. Alba S.J. de Barcelona a 10 de Dezembro de 1965:

 

"No dia 1 de Janeiro de 1965, Nossa Senhora disse-me que nós, cristãos católicos, não pensavamos no céu e no inferno. Ela disse-me que nós devemos pensar nisso e se o fizermos, as nossas vidas ficarão mais unidas a Cristo. Ela também disse que deveriamos pensar mais sobre a Paixão de Jesus. Devemos fazer isso não só para nós, mas também para que outros mais o façam. Isto  levar-nos-á à alegria de Deus e dessa forma aceitaremos melhor as nossas cruzes, com mais alegria e por amor a Deus. "

 

As palavras finais da última mensagem de Garabandal, a 18 de Junho de 1965, foram:

 

" Pensai na Paixão de Jesus."

A Paixão foi o ponto culminante da vida de Jesus, o ponto que iluminou toda a sua vida. É esta a luz que também deve guiar as nossas vidas. A reflexão sobre o céu e o Inferno é importante, mas nada é tão mais importante  que pensar na morte  e Paixão de Jesus Cristo.

 

As estações da Cruz

 

Existe uma forma simples de implementar o pedido de Nossa Senhora em " pensar" sobre a Paixão de Jesus e isso consistge  em adoptar a prática de fazer as estações da Via-Sacra na Igreja ou em casa. É preciso chamar a atenção que a obtenção de indulgências através da realização da via-sacra deve ser secundário e que o principal propósito deverá ser a reflexão sobre os sofrimentos que Jesus. sofreu por amor a nós. Este modo de pensar  é que fará produzir em nós uma aversão ao pecado e amor a Jesus, e isto é o que devemos verdadeiramente procurar através desta prática.

Existe no entanto a impressão que para uma grande parte das pessoas, a essência principal da Via-Sacra  ( reflexão sobre a Paixão de Jesus )é no entanto de secundária, ao colocar em primeiro lugar as indulgências e as orações vocais. Isto provavelmente explica porque é que muitos abandonaram esta prática devocional. Acabou por perder o seu verdadeiro significado e tornou-se numa mais forma de oração.