Garabandal:A luz para o Concílio

03-12-2016 17:58

Em resposta à petição do Papa João XXIIIE, Deus mostra claramente a luz para o Concílio, enviando a Sua Mãe a uma pequena e humilde povoação dos montes cantábricos situados no norte da Espanha

 

Este povo, de apenas 300 habitantes, era o mais devoto da região e provavelmente um dos mais devotos de toda a Espanha.

A Eucaristia, os sacramentos, a devoção aos sagrados corações de Jesus e de Maria, as festas da Igreja que se viviam ali muito profundamente. Eram muito obedientes e dizem alguns nativos, que ainda vivem, que ali devem ter havido muitos santos anónimos de acordo com a forma como se vivia nesse povo.

 

Se diz ainda que por mais de 450 anos, ininterruptamente, ali se rezaram todos os dias, em comunidade, o santo rosário.

Garabandal, coincide com as datas do Concílio, e em Garabandal, a nossa mãe do céu, deu-nos uma grande catequese de ensinamentos e doutrinas “ ao vivo”, recordando-nos de forma amorosa até aos maiores detalhes, por que direcção devia ir a Igreja nos momentos que se buscava por grandes mudanças
 

 

O Papa Paulo VI deu-se conta disto e junto com o Cardeal Ottaviani (Perfeito do Santo Ofício), mandou chamar Conchita ( uma das videntes de Garabandal) a Roma. O Papa depois de a receber deu-lhe a benção: “ Conchita, eu te abençoo e comigo toda a Igreja”. E mais tarde, as maravilhosas palavras do Papa sobre as aparições de Garabandal: “ É a história mais maravilhosa da humanidade desde o nascimento de Cristo. É como a segunda vida da Santíssima Virgem na Terra e não há palavras para agradecer-lhe.”

 

 

Papas, Cardeais, Bispos e Sacerdotes deram-se conta da importancia destas aparições e incentivaram muitos fieis a difundir as mensagens. Incluso, alguns deles fizeram esse pedido com carácter de urgência

Alguns Santos como o Padre Pio, Madre Teresa de Calcutá, João Paulo II, Madre Maravilhas, São José Maria Escribá, pediram de forma privada para que estas mensagens fossem difundidas.

A segunda mensagem parece duríssima, mas cada vez mais se torna evidente porque Nossa Senhora quis transmitir esta mensagem durante o tempo do Concílio. Isto não quer dizer que o Concílio foi mau, mas que se via nessa altura que havia uma grande luta interna por querer fazer-se uma Igreja segundo as modas do mundo e desta forma, os frutos não surgem.

 

Ao não obedecer-se à Mãe do céu com desvíos teológicos e com uma dessacralização, tudo isso originou uma ruína com a falta de vocações, encerramento de Igrejas e de conventos

Desta forma,  foi-se cumprindo o que Nossa Senhora disse em Garabandal através da segunda mensagem: “ Cada vez se dá menos importância à Eucaristia.” Por exemplo, da Santa Missa, Nossa Senhora ensinou e recordou que o sacerdote è vitima oferecida e não um presidente da assembleia, é uma vítima oferecida com Jesus em sacrifício a Deus